Consórcio cresce em ritmo acelerado no país e conquista posição de destaque em produtos de crédito


Por mais um ano consecutivo os consumidores brasileiros continuam pagando as maiores taxas de juros do mundo. Graças a essa situação, o número de endividamento no país continuou crescendo no último ano, conforme levantamento divulgado pela CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo).

A pesquisa apurou que, no mês de março 2019, que 62,4% das famílias continuam endividadas, um aumento de 0,3 % em relação ao mês anterior. Devido ao cenário pessimista, os consumidores e as empresas em busca de crescimento, estão procurando, cada vez mais, novas formas para que seus projetos sejam realizados. Assim, o consórcio surge como a maneira ideal para que isso aconteça, já que suas prestações cabem, de fato, no bolso.

O reflexo disto é que já são mais de 7 milhões de consorciados no Brasil, de acordo com o levantamento realizado pela ABAC (Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios), entre os meses de janeiro a setembro de 2014, cerca de 1 milhão de pessoas foram contempladas e conseguiram realizar seus sonhos através dos consórcios. 

O desempenho no mercado de consórcio no Brasil

No Brasil, os consórcios mais procurados por seus consumidores são de: móveis, imóveis e contratação de serviço. Este último poucas pessoas conhecem, mas “ é uma das opções de consórcio que você pode aderir para sua viagem dos sonhos à pós-graduação, por exemplo”, afirma o especialista em crédito Maykon Delfino, CEO da BDM crédito, empresa especialista na aquisição de crédito.

Cada vez mais atentos aos produtos de crédito, os brasileiros estão optando por alternativas que possuam baixo risco e que sejam seguras. Sendo assim, o consórcio cresce em ritmo acelerado e conquista diariamente novos consumidores. 

Confirmando esse cenário, segundo a ABAC ( Associação Brasileira de Administradoras de Consórcio) houve adesão de 2,6 milhões de novos consorciados no país em 2018, 9,2% a mais do em 2017. 

Somente neste primeiro semestre de 2019, a venda de consórcios já bateu um recorde histórico. Ultrapassou a casa dos 25 bilhões de reais, acompanhando a tendência de crescimento do ano passado, quando os créditos liberados para contemplar os clientes sofreram reajustes de 1,3% saindo de R$39,9 bilhões para R$40,43 bilhões ano de 2018. 

Os dados afirmam que o consórcio é um produto financeiro estável, sendo um excelente investimento para os consumidores realizarem seus projetos de vida, no entanto, é sempre importante contar com o apoio e experiência de empresas especializadas no assunto.  

Consórcio ou financiamento: onde investir?

Ao investir em um consórcio você está firmando uma compra planejada e segura pois, o montante gerado através dos consorciados é armazenado em um fundo e mensalmente há integrantes escolhidos seja por sorteio ou lance para receber o valor do crédito firmado no contrato. 

Além disso, é importante ressaltar que não há cobrança de juros e correção monetária sendo essa, sem dúvida, uma das maiores vantagens em relação ao financiamento disponível no mercado. 

Ainda de acordo com Maykon da BDM , o consórcio funciona como uma forma de compra coletiva. “ Várias pessoas se compromete a pagar uma parcela mensal, por um tempo determinado. Inclusive, se estiver sem dinheiro disponível, em certos grupos você poderá pagar o lance usando até 50% do valor do crédito, facilitando a contemplação”, relata. 

Enquanto isso, o financiamento representa o pagamento mensal de parcelas para o banco  até a quitação do bem que foi comprado por ele e, posteriormente, repassado ao titular através de contrato estabelecido. 

Entretanto, os altos juros praticados no mercado fazem com que, quanto maior o prazo do financiamento, maior será o valor desembolsado pelo cliente com isso, o valor pago pode ser duplicado ou até mesmo triplicado ao término das parcelas. “O financiamento é recomendado para quem deseja dinheiro com mais rapidez com objetivo de usar o recurso para fins mais urgentes.” destaca Maykon.

E o financiamento?

A escolha do financiamento é interessante para quem deseja usufruir do bem de imediato, entretanto, para que isto aconteça, os custos serão maiores. Mesmo que o consórcio não possua garantia que no primeiro mês de pagamento, você será contemplado, é muito mais viável esperar ser sorteado do que ficar refém dos juros, por exemplo.

Outro fator que deve ser levado em consideração na hora de escolher entre o consórcio ou financiamento é o prazo. Nos bens imóveis o financiamento pode dura até 35 anos, já os consórcios possuem duração média de 16 anos. Além disso, no consórcio é possível utilizar o crédito para escolher outro bem, desde que seja da mesma categoria.

Então o consórcio é um bom investimento?

Nos dias de hoje, pode-se considerar que o consórcio já é um investimento consolidado para quem está buscando um retorno de longo prazo e livres de juros. Nas parcelas, são embutidas apenas a taxa de administração que pode chegar até 15% ao ano, valor bastante comum no mercado.

Apesar de ser uma taxa atrativa quando comparada a outros produtos de crédito ainda assim, é possível encontrar percentuais menores. Maykon Delfino, assegura que há opções mais acessíveis no mercado com taxas a partir de 0,4% ao mês, por exemplo: “adquirir crédito no mercado financeiro é algo sério e que exige cuidados, pois, de acordo com seu perfil, em muitos casos, o produto escolhido pode não ser o mais adequado. Ficar de olho nas menores taxas é importante, mas não é o único fator a ser levado em consideração”, alerta.

Como se vê, o consórcio é uma modalidade de crédito que, cada vez mais, conquista os brasileiros.


No entanto, recomenda-se avaliar a empresa que se está solicitando o crédito, histórico, credibilidade, só assim, é possível realizar um negócio saudável para seu orçamento.

Fonte: https://exame.abril.com.br/negocios/dino/consorcio-cresce-em-ritmo-acelerado-no-pais-e-conquista-posicao-de-destaque-em-produtos-de-credito/

Veja Também:

Consórcio cresce em ritmo acelerado no país e conquista posição de destaque em produtos de crédito
4/ 5
Oleh